Worried young father with her troubled teenage daughter
Worried young father with her troubled teenage daughter

Nos últimos Natais, o advogado Eduardo de Albuquerque, de 43 anos, ganhou livros, CDs e meias de sua filha Laura, que hoje tem 13 anos. Mas, este ano, ele pediu (na verdade, implorou) à filha um presente diferente: ele quer que ela fique três meses sem dizer “tipo”. E também sem responder a qualquer coisa que ele pergunte com “arram” (no caso positivo) ou “ã-ã” (no caso negativo). Pedro sonha com longas respostas da filha, como “sim, papai, eu fui bem na prova, obrigada por perguntar”. Ou: “não, paizinho, querido, não precisa me buscar na festa, porque o pai da Clara vai buscar a gente desta vez”.

Eduardo ainda não sabe se vai ganhar o que quer. Ele conta com o apoio de sua muher, a professora Laura, para ajudar a filha a lhe dar esse presente. O problema é que Laura, por sua vez, também quer ganhar uma coisa inovadora de Natal: ela quer que, este ano, o marido a ajude a comprar os 47 presentes de pessoas da família – coisa que ela faz todo ano sozinha.

Fonte: Sensacionalista

Aviso aos Navegantes

Somos apenas um site humorístico e todas as postagens são fictícias, nosso compromisso com a credibilidade é ZERO e o humor é base fundamental do nosso jornalismo.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.